Agradeço a todas as visitas e comentários! Seja bem vindo!!! Que Deus abençoe a tua vida!

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Lembra-te de Mim

"lembra-te de mim quando entrares no teu Reino

Nas últimas semanas meditamos juntos sobre um episódio interessante do ministério de Jesus. Tiago e João queriam lugares de honra ao lado do Mestre quando este tivesse o seu grande momento de glória. Para a humanidade, o momento mais importante da passagem de Jesus na terra enquanto homem é a sua morte e ressurreição. Foi morrendo na cruz que Jesus Cristo venceu o maior dos nossos inimigos: a própria morte. Quando Jesus foi suspenso no madeiro, quem eram os homens que o ladeavam? Quem ficou à direita e a esquerda do Mestre? Será que Tiago e João imaginaram tal situação? Se eles soubessem realmente tudo pelo que o mestre teria que passar, será que ousariam fazer um pedido daqueles? Onde estavam Tiago, João e os demais discípulos quando Jesus foi julgado, surrado, humilhado e crucificado?

Podem vocês beber o cálice que eu estou bebendo ou ser batizados com o batismo com que estou sendo batizado?” (Marcos 10. 38),perguntou Jesus. O cálice e o batismo. Jesus estava falando sobre o castigo divino dos pecados que ele mesmo suportaria no lugar da humanidade pecadora. Diante de tamanho gesto de amor, vemos duas atitudes possíveis: cinismo e zombaria: “Você não é o Cristo? Salve-se a si mesmo e a nós!” (Lucas 23. 39) ou a constatação de uma rendição humilde: “Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino” (Lucas 23. 42). Essas duas reações distintas saíram da boca dos dois criminosos que foram crucificados junto com Jesus.

Tiago e João podiam suportar muita dor e sofrimento pelo Evangelho. Mas, não seria nada comparado a estar separado de Deus. Foi isso que Jesus experimentou na Cruz. Ele experimentou toda a dor e o maior dos sofrimentos que um ser humano pode suportar. O pecado da humanidade que faz separação entre Deus e a Sua criação.

Todo sofrimento ou boa obra que o discípulo puder experimentar será uma conseqüência daquilo que Cristo já realizou na cruz. O amor de Jesus nos impulsiona a suportar o sofrimento e a servir o próximo. Tudo o que pudermos fazer será em resposta ao amor que recebemos primeiro. Nenhum sacrifício ou boa obra pode nos garantir salvação. Ela já nos foi dada de graça por Jesus Cristo na Cruz. Vamos levar adiante essa boa notícia de perdão, graça e amor!

Um comentário:

Fabi disse...

só agora descobri teu novo blog. já coloquei nos favoritos e vou visitar periodicamente. aprecio muito teus textos.
vou te dar o endereço do meu blog para visitares.

http://www.frauenliebeundleben.blogspot.com/

bj

Veja Também:

Related Posts with Thumbnails