Agradeço a todas as visitas e comentários! Seja bem vindo!!! Que Deus abençoe a tua vida!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Oração ao Deus Desconhecido

"Antes de prosseguir em meu caminho e lançar o meu olhar para a frente uma vez mais, elevo, só, minhas mãos a Ti na direção de quem eu fujo.
A Ti, das profundezas de meu coração, tenho dedicado altares festivos para que, em cada momento, Tua voz me pudesse chamar.

Sobre esses altares estão gravadas em fogo estas palavras: ‘Ao Deus Desconhecido’.

Seu, sou eu, embora até o presente tenha me associado aos sacrílegos.

Seu, sou eu, não obstante aos laços que me puxam para o abismo.

Mesmo querendo fugir, sinto-me forçado a serví-Lo.

Eu quero Te conhecer, Desconhecido.

Tu, que me penetras a alma e, qual turbilhão, invades a minha vida.

Tu, o incompreensível, mas meu semelhante, quero Te conhecer, quero servir só a Ti”.

(Friedrich Nietzsche)

Um comentário:

Éverton Vidal disse...

Coloco aqui o comentário de um amigo (cristao católico)em meu blog. Acho que tem tudo a ver com essa oraçao (que também já postei em meu blog).

Mas tb li muito Nietzsche. E creio que a sua utopia era tão radical que o levou à loucura. Comparo a sua loucura à "loucura do amor evangélico". Sim, aquela em que se dá a vida pelo irmão, em que se ama até, e prioritariamente, o inimigo. Cito isto por te saber estudioso da Bíblia.
O ateísmo de Nietzche era um mal disfarçado amor pela humanidade, que queria ver transformada radicalmente, numa transvaloração da própria cultura. Se é isso mesmo que entendi...
Bem, pena que o caminho da vontade
de poder não era o mais indicado...


Sei que você nao concorda com o "todo" do texto. Mas até por essa oraçao é possível ver que Nietzsche tinha boas intençoes, ao contrário do que fundamentalistas cristaos e ateus (agnósticos) querem fazer parecer.

Abraço.

Veja Também:

Related Posts with Thumbnails