Agradeço a todas as visitas e comentários! Seja bem vindo!!! Que Deus abençoe a tua vida!

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse

A abertura dos selos no livro de Apocalipse é uma demonstração simbólica da presença do juízo e da salvação de Deus na história da humanidade. A presença de Jesus na figura do cordeiro que abre os selos mostra que só ele possui a autoridade para tal. Os quatro primeiros selos revelam cavaleiros montados em cavalos de cores diferentes. Cada uma dessas cores tem um significado. As cores em Apocalipse correspondem ao caráter do cavaleiro.
Quando o primeiro selo é aberto uma voz ordena que o cavaleiro branco se revele. Este empunhava um arco, recebe uma coroa e cavalgava como vencedor determinado a vencer. Significa o espírito de conquista. Por causa da cor branca, alguns interpretam como se este cavaleiro fosse Cristo. Porém, não se trata de Jesus, pois este já está presente na visão na figura do cordeiro que abre os selos. Portanto, trata-se, aqui, de um cavalo branco diferente daquele que aparecerá em Apocalipse 19. 11, este sim, Jesus. Portanto, o cavaleiro branco representa o espírito de conquista sempre visto entre os poderosos da terra (reis, imperadores, governantes).
O segundo selo revela o cavaleiro vermelho. Este possui o poder para tirar a paz da terra. Com uma grande espada, simboliza a guerra. O vermelho lembra sangue. A seguir é revelado o terceiro cavaleiro. Mais um selo é aberto e o cavalo preto aparece com uma balança na mão. A balança simboliza o racionamento de alimentos, a fome. Quando da abertura do quarto selo, o cavaleiro amarelo (pálido) é revelado. Foi-lhe dado poder sobre um quarto da terra para matar pela espada, pela fome, por pragas e por meio dos animais selvagens da terra. Por isso esse cavaleiro representa a morte.
Existe um verdadeiro sensacionalismo em torno dos cavaleiros do Apocalipse. Muitos têm procurado uma interpretação bastante literal do texto. A nossa imaginação pós-moderna moldada pelos filmes de Hollywood e pelos vídeos-games rapidamente fantasia além daquilo que a Bíblia realmente diz. Na época da composição do livro de Apocalipse os cavalos, tanto no esporte como nas guerras, estavam muito presentes nas cidades do Império Romano. O cavalo branco geralmente pertencia ao rei e ia à frente, comandando os demais. Vejam que o cavaleiro branco é o primeiro a ser revelado. Ao se mostrar revela também aquilo que o segue: sofrimento, guerras, fome e morte. A sede por dominação, conquista e poder resultam em guerras. A guerra produz fome. A fome leva às pestes. Assim, todo poder contrário à vontade de Deus e que se opõe a Cristo, promoverá a injustiça, a opressão e a destruição. O livro de Apocalipse, porém, revela que nenhum poder está além da soberania de Deus.

3 comentários:

JOSÉ RODRIGUES DE OLIVEIRA FILHO disse...

Rodomar, muito bom! Deus continue te abençoado!

Anônimo disse...

Interpretação exurbitante neste blog, postagens deste modo realção a quem quer que ler aqui !!!
Entrega muito mais deste blogue, a todos os teus seguidores.

Desenhero_ulquiorra disse...

Brilhante interpretação.

Veja Também:

Related Posts with Thumbnails